sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O QUE ACONTECEU EM 2010, COOPEROU PARA O SEU BEM?



Em menos de 15 dias estaremos fechando o ano de 2010. É a hora de fazer uma retrospectiva das conquistas e desventuras que tivemos no ano que se finda. É lógico que o novo promete, que acena para novas esperanças praticamente ofusca o que não obtivemos êxito em 2010, mas as vezes lembrar destes fracassos, ou melhor falta de sucesso em algumas áreas talvez nos faça avaliar mais a nossa atuação e aplicação melhor do tempo, da vida de oração e envolvimento com as coisas de Deus.

Por exemplo, dois fatos interessantes marcaram em particular os brasileiros: copa do mundo e eleição presidencial. Onde tínhamos convicção de vitória fomos derrotados, onde pensávamos acontecer uma derrota, por estamos acostumados com governante homem, assumiu o poder uma mulher. Os fatos citados servem apenas para mostrar que nem sempre os parâmetros da intenção resultam no que esperamos. 

Mas e espiritualmente como foi 2010? Para mim que estava estribado numa musica que me trazia muita esperança, consegui 70% dos projetos à realidade, mas com certeza e sem medo de errar, 2010 foi um ano muito difícil, diria até o mais difícil de toda a minha vida. Um ano de profundas perdas na área espiritual, o que acabou trazendo uma dolorida somatização. Experimentei ondas de felicidades, por exemplo dia 21 de maio, nasceu a Clarinha, dia 22 de junho nasceu a Sophia, netinhas lindas e saudáveis, e 20 de novembro, o casamento do meu filho João. Garanto que foram momentos, ondas de felicidade experimentadas, mas este ano, no sentido geral, eu falhei com a minha máxima preferida: “a felicidade não está onde a buscamos, mas onde a pomos “. Mas porque isto? Porque não sou máquina, sou pessoa, sou gente.”

Então quando expomos isto numa postagem é para mostrar que não somos super homens. No dia 04 de dezembro, as 16h20 o pastor Arthur Netto, a quem muito admiro e já fui muito ministrado por ele na Conferência do Espírito Santo em BH, escreveu algo interessante no Facebook “as pessoas querem que nós ministros sejamos máquinas, que não tem sentimento, nem uma vida, só querem receber e nunca dar, NÓS SOMOS PESSOAS! Parece estranho um pastor falar isto, mas não é. Tanto que comentei lá as 17:52 do mesmo dia:”Eita glória. Desperta o teu povo. Levanta os arões que sustentem os braços dos ministros”. Isto é, que dê pelo menos apoio.

Isto é uma realidade, mas de repente começamos pensar que as lutas, os problemas de 2010, enfim tudo quanto nos sobreveio este ano, agora na reta final nos trouxe algo que de certa forma acabou se transformando numa lição, num aprendizado. Creio que mesmo as lutas que atravessamos acabam gerando um benefício ou um crescimento.

Nada o que nos acontece, ocorre ou sucede está fora do controle Deus. Sempre tem uma algo que acaba resultando para o nosso bem.

Do trabalho para casa, da casa para a igreja ou escola, independente dos fatos ocorridos, a soma do balanço tem que ter uma parecer final do estilo de Paulo quando escreveu aos Romanos “ que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus.” ( Rm. 8:28).

Está acabando o ano, pegue o embalo do vídeo abaixo e glorifique a Deus por ter chegado até aqui. E o 2011? 2011 é futuro, lute, insista, não olhe para o passado, descansa, a promessa é:" porque deveras há um fim bom; não será malograda a tua esperança". (Pv 23:18)